• Silvia Marto

O deus Apolo


Apolo, o deus do sol, da beleza, da ordem, da lei, deus da clareza em todos os aspectos. Apolo literalmente brilha, é dos mais importantes filhos de Zeus. É o deus da vontade, do intelecto, o mais importante depois de Zeus. Deus das artes e das profecias, excelente no manejo do arco. É o legislador e quem pune os erros. Também conhecido como Febo.


Apolo é filho de Zeus e Leto, irmão gêmeo de Ártemis, ambos arqueiros.


Ele do sol com as pontas de suas flechas douradas. Ela da lua, com as pontas de suas flechas prateadas.


O loureiro é sua planta sagrada. O primeiro amor de Apolo foi Dafne, mas como Apolo zombou de Eros dizendo que este não sabia usar o arco e a flecha, Eros atingiu com sua flecha dourada do amor o coração de Apolo e com uma flecha de chumbo o coração de Dafne. Sendo assim, Dafne sempre fugia do amor de Apolo e foi transformada em um loureiro para que ele não a encontrasse, mas mesmo assim, ele sempre continuou a amá-la e, do loureiro fazia coroas para adornar seus cabelos dourados.


Outra que rejeitou Apolo foi Cassandra, Apolo lhe conferiu o dom da profecia, mas como ela o rejeitou, ele a condenou a nunca ser acreditada por ninguém. Assim sendo, ela sempre foi tida como lunática; na guerra de Tróia, Cassandra previu todas as calamidades, mas ninguém acreditou nela.


Apolo é pai de Asclépio/Esculápio, deus da cura e da medicina. Era também o deus da profecia, mas ele mesmo não profetizava. O oráculo de Delfos, que originalmente era dedicado a uma deusa-serpente passou a ser de Apolo.


O templo passou a ser chamado de Pítia-Apolo e suas sacerdotisas eram as pitonisas. Todas essas médiuns eram controladas por Apolo. A pitonisa entrava em transe, o sacerdote fazia as perguntas, anotava as respostas, e outro sacerdote as reescrevia. O significado da profecia era ambíguo e era necessária uma interpretação. O oráculo era muito utilizado para fins políticos.


Apolo é um deus que enxerga longe, atinge o alvo com seu arco e flecha e também gera harmonia através da música.


O arquétipo de Apolo domina naqueles que sabem o que querem, têm a clareza necessária para saber o que fazer e alcançam sua meta. Não é um sonhador, suas metas são sempre realistas. São pessoas de sucesso, bonitos e elegantes. Porém, podem padecer de carência em seus relacionamentos.


O homem Apolo é atraído por mulheres independentes e competentes.


É mais racional do que emocional,podendo não ser um bom amante. Sua característica de ser "distante" o leva a viver uma relação mais fraterna do que amorosa com sua parceira.


No trabalho tende a se dar bem em tudo o que empreender pois é bastante focado.


O desafio para um homem Apolo é vencer seu distanciamento emocional, superando sua mente racional; no distanciamento ele se sente protegido e seguro, mantendo-se mais isolado. Quando reconhece e vivencia suas emoções, torna-se um ser mais integrado.


A integração razão/emoção é um desafio para todos nós, pois nosso desenvolvimento e evolução dependem do equilíbrio entre os opostos dentro de nós constantemente.



Silvia Marto

Destaque
Tags
Siga
  • Instagram Hélio Couto
  • Facebook Hélio Couto
  • Hélio Couto
Postagens
  • Instagram Hélio Couto
  • Facebook Hélio Couto
  • Hélio Couto
Pat logo4.png

Hélio Couto - Mitologia Analítica - Todos os direitos reservados