• Instagram Hélio Couto
  • Facebook Hélio Couto
  • Hélio Couto

Hélio Couto - Mitologia Analítica - Todos os direitos reservados

Pat logo4.png
Tags
Destaque

Atena

26.10.2017

 

E nasce Atena... da cabeça do deus dos deuses... filha do poderoso Zeus...

 

A mulher-Atena é prática, inteligente e extrovertida. É o tipo de mulher que intimida os homens.  Quando o homem conquista  o respeito de uma mulher com tal personalidade, terá uma companheira leal em todos os sentidos. Na Grécia, Atena era chamada a "companheira dos heróis". 

 

Atena se relaciona com quem  possa compartilhar  ideais e ambições.  Muitas vezes seu coleguismo intelectual ou rivalidade amigável com os homens faz com que ela os mantenha como amigos, não como possíveis companheiros.

 

Porém, a mulher-Atena é atraída por figuras paternas, tendo normalmente uma boa relação com o comando masculino, estando a seu lado. Sua energia masculina mantém vivo o espírito do Herói Companheiro e do Pai.

 

Em sua adolescência  ela se identifica mais com o pai e os irmãos do que com a mãe, o mundo masculino de independência é muito mais atrativo para ela. Sua sexualidade pode ser espontânea,  e se mantém um tanto inconsciente de seu próprio corpo.  Seu desejo é ser bem sucedida no mundo. É uma mulher independente que nenhum companheiro pode limitar. Companheiros  para mulheres-Atena têm que respeitar sua necessidade de liberdade e autonomia ou não permanecerão a seu lado.

 

Os casamentos de mulheres com tal  personalidade costumam  ser tempestuosos, o ideal é que ela primeiramente saiba o que deseja  da vida antes de estabelecer uma união,  e se assegure que seu escolhido respeitará sua maneira de viver. Ela precisa de um guerreiro a seu lado, alguém menos do que isso não lhe servirá.

 

Nossa sociedade  espera que  o homem  se transforme  em herói  até atingir seus 40 anos, e os homens que conseguem cumprir esta missão  comumente desejam um conforto maternal de suas companheiras. Temos aqui um conflito, ele pode ser o homem que ela deseja, mas ao final de cada "batalha conquistada", ela tem dificuldade de ser a companheira que ele precisa para aquele momento. Por isso é tão importante o auto-conhecimento, entender como seu mundo interior funciona e se relaciona com o mundo externo, para encontrar o equilíbrio necessário para o caminho da tão sonhada felicidade.

 

Silvia Marto

Mitoanalista

www.silviamarto.com.br

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
  • Instagram Hélio Couto
  • Facebook Hélio Couto
  • Hélio Couto

December 10, 2018

August 28, 2018

February 28, 2018

Please reload

Postagens