• Silvia Marto

A mulher - Afrodite



Em meio a tantas personalidades, cada um tem seu jeito especial de amar.


Trazendo as deusas do Olimpo, vamos falar um pouco sobre Afrodite e sua maneira de lidar com o amor. Perceba o quanto de Afrodite tem dentro de si.


Uma das deusas mais faladas do Olimpo, que surge da espuma das ondas na concha de vieira. Mãe de Eros, o deus do amor, nosso tão conhecido cupido.


Ter uma forte presença de Afrodite em sua personalidade significa sentir-se à vontade com seu corpo e ter uma relação saudável e descomplicada com a sexualidade. Amadurece cedo fisicamente tendo que aprender a amadurecer socialmente também. Sua beleza e extroversão chamam a atenção do mundo masculino à sua volta.


Segundo Jung, vivenciar Eros (Amor), é ter a capacidade de se relacionar, a qualidade de se ligar ao outro. Para a mulher-Afrodite, por mais importante que seja sua vida sexual, deverá estar integrada a um relacionamento, é a ligação com o companheiro, a troca de prazer entre ambos, que traz o sexo no máximo de seu prazer. Afrodite deseja que o parceiro se entregue a ela em todos os sentidos. Que o parceiro se RELACIONE. Se não houver Relacionamento, a mulher-Afrodite vai se entristecendo, ou perde o interesse no parceiro. Seu desejo é que os relacionamentos sejam amorosos, que tenham CORAÇÃO.


Uma verdadeira mulher-Afrodite não se importa com as exigências sociais de um casamento convencional, para ela, o que importa é viver o amor.


Dentre outras deusas que serão mencionadas aqui, preste atenção no quanto Afrodite é presente em você, e com qual intensidade; e quando busca por um parceiro(a), o quanto de Afrodite você deseja encontrar no outro.


Silvia Marto

www.mitologiaanalitica.com.br

Destaque
Tags
Siga
  • Instagram Hélio Couto
  • Facebook Hélio Couto
  • Hélio Couto
Postagens